Blog

Mioma – É possível engravidar com este problema?

mioma

Muitas mulheres chegam até os meus cursos e atendimentos relatando que sofrem com o mioma, ou miomatose, uma doença uterina muito comum. A dúvida é sempre se este problema impede a gravidez, um sonho tão querido. Veja a seguir um pouco mais sobre mioma e como lidar com a doença.

O que é um mioma?

Em resumo, os miomas são tumores uterinos benignos formados por tecido muscular. Trata-se de um tumor benigno que afeta cerca de 50% das mulheres, segundo os especialistas. Acomete as mulheres principalmente na fase reprodutiva da vida, isto é, na fase em que menstruam e podem engravidar – principalmente entre 20 e 45 anos.

Vale destacar que o estrogênio é o principal causador dessa doença. Deste modo, a maior incidência de miomas ocorre no período máximo da reprodutividade feminina, até a chegada da menopausa. Mas vale a pena investigar outras causas. Outro destaque está para o fato do mioma uterino ser um tumor benigno, sem muita chances de evoluir para um tumor. Tenha sempre o acompanhamento de um especialista em todos os casos.

A causa é desconhecida, mas sabe-se que seu crescimento depende de fatores hormonais, diminuindo de tamanho após a menopausa. Por isso, verifique com seu médico a possibilidade de Predominância Estrogênica, problema muito comum que tem tratamento, que evita ou diminui o problema. Os fatores emocionais e psicossomáticos estão cada vez mais elucidados pela ciência.

Tipos de miomas

Existem três diferentes tipos de mioma, de acordo com sua localização no miométrio. São eles:

  • Subserosos – ficam localizados na parte externa do útero.
  • Intramurais – ficam localizados na parede uterina.
  • Submucosos – ficam dentro da cavidade do útero, são os mais problemáticos por causar sangramento irregular e algumas vezes dor.

Minha experiência 

Quando decidi engravidar aos 40 anos, ouvindo o chamado interior para a maternidade, descobri que não era apenas o tempo que não estava a favor dos meus sonhos, mas além de outras doenças uterinas – ovários policísticos, problemas com as trompas, baixa reserva ovariana, etc. – eu tinha cinco miomas!

Não hesitei e busquei tratamento imediato, pois o meu maior sonho, assim como deve ser também o seu que está lendo neste momento, era ser mãe. Passei por cirurgias, pois entendi que, no me caso não tinha outra solução. Precisei limpar e deixar o meu útero saudável novamente. Nem sempre é preciso operar, mas eu precisei.

Veja a minha percepção sobre a doença:

Também mudei os meus hábitos de vida, a minha alimentação, o sono e a forma como lidava com as minhas emoções. Isso ajudou bastante. Fiz todo tipo de terapia – das mais ortodoxas às mais modernas e todas me ajudaram de algum modo. Tudo o que leva ao reequilíbrio hormonal é válido. A dica que dou é reavaliar a sua vida e melhorar o seu bem-estar, buscando o auxílio de um especialista, pois a doença tem tratamento.

Posso engravidar?

O primeiro passo é buscar um médico especialista e analisar com calma o seu caso. Nem sempre, como disse, é preciso operar e há outros tipos de tratamentos. Cada caso é um caso. Mas na maioria das vezes, é possível, sim, engravidar, mesmo com os miomas. Apenas em casos extremos, de miomas com grandes dimensões, possivelmente a saída é a cirurgia. Então, acredite desde já que é possível! O fator fé foi determinante para eu me to0rnar mãe, aos 46 e aos 48 anos. Sempre tive fé na cura!

Veja também: Fé – Por que é essencial para realizar o sonho de engravidar?

Gostou desta matéria sobre mioma? Deixe um comentário a seguir! Compartilhe estas informações também nas suas redes sociais! Siga o Gravidez na Maturidade por Ana Poltera no Instagram e no Youtube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Controle sua Privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando neste site você declara estar cientes dos termos abaixo:

Política de privacidade
Termos de Uso