Blog

Ovodoação – O que é? Como fazer?

Ovodoação

A ovodoação ainda é um tabu na cultura brasileira e a maioria das pessoas ainda não saber sobre esta possibilidade na hora de formar uma família. Além de ser uma possibilidade dentro da gravidez na maturidade – e em qualquer época da vida – é um ato de amor que muitas mulheres o fazem em função de ajudar a formar novas famílias e a realizar sonhos. A seguir, saiba tudo sobre ovodoação!

O que é ovodoação?

Muitas mulheres sofrem de problemas como falência ovariana prematura, popularmente conhecido como menopausa precoce, baixa taxa ovariana e outros problemas uterinos, que impedem de formar ovulações saudáveis e de qualidade.

Mas isso não é um impedimento para ser mãe. Graça a solidariedade de algumas mulheres, é possível recorrer a recepção de óvulos saudáveis doados, em clínicas especializadas. Estes óvulos são selecionados e congelados, para que, através da FIV – Fertilização in Vitro possam ser utilizados por mulheres receptoras, que são consideradas as mães, por gerarem uma nova vida.

Confira abaixo o vídeo que fiz sobre o assunto – não deixe de seguir o canal Gravidez na Maturidade por Ana Poltera no Youtube!

Por que optei pela ovodoação?

Eu optei pela ovodoação, pois não tinha mais condições de ser mãe com meus próprios óvulos – eles eram insuficientes e não tinha a qualidade necessária para serem fertilizados. Foi uma longa jornada de quase 20 anos entre a minha primeira gestação – em 2000, tive um bebê chamado Ricardo, que nasceu prematuro e faleceu pouco tempo depois.

Ovodoação

Aos 46 anos, por meio da ovodoação e da FIV – Fertilização in Vitro, fui mãe do Benjamin, que nasceu prematuro. Em 2022, aos 48 anos, novamente fui mãe por meio da ovodoação e da FIV, do meu filho Olavo, que nasceu perfeitamente no tempo certo. Milagres acontecem o tempo todo e as doadoras de óvulos são parte do milagre de muitas famílias.

Quem pode doar óvulos?

Na ovodoação, a doadora é anônima e não pode pertencer à família da receptora. A segurança é total e a coleta é feita por uma clínica especializada. Entre os critérios de seleção, utilizados para a escolha da doadora de óvulos, entre eles estão a idade que, obrigatoriamente, deve ser de 35 anos ou menos a e ausência de doenças infectocontagiosas.

Quem pode receber óvulos?

A ovodoação é uma opção que proporciona para a paciente a possibilidade da gestação quando não há mais possibilidades de tratamentos com os próprios óvulos.

Esta técnica é indicada para mulheres com mais de 40 anos, que entraram na menopausa, ou pacientes dos mais diversos fatores de infertilidade como a falência ovariana, e outros quadros.

Solidariedade e amor acima de tudo!

Eu apoio a ovodoação e a doação de embriões, pois a minha experiência foi muito positiva e pude ser mãe graças aos avanços da Medicina e a solidariedade de mulheres que se importam com outras que são inférteis. É uma forma de tornar o sonho de ser mãe realidade, mesmo quando tudo parece ir contra o fluxo da vida.

Veja também: Mãe aos 40 anos – 10 mandamentos da gravidez saudável

Gostou desta matéria sobre ovodoação? Deixe um comentário a seguir! Compartilhe estas informações também nas suas redes sociais! Siga o Gravidez na Maturidade por Ana Poltera no Instagram e no Youtube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Controle sua Privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando neste site você declara estar cientes dos termos abaixo:

Política de privacidade
Termos de Uso