Blog

Saúde mental e gravidez tardia – Cuide da sua mente!

saúde mental

Você sabia que a saúde mental adequada ajuda nas chances de uma gravidez tardia bem-sucedida? Na verdade, saúde mental é fundamental em qualquer fase da vida. E para ajudá-la na preparação da sua gravidez na maturidade, dos processos de fertilização e na conquista do seu sonho de ser mãe, separei algumas dicas que fizeram a diferença para mim. Confira!

1) Faça terapia

A terapia foi essencial para que eu me tornasse mãe na maturidade. Na verdade, a terapia é essencial para qualquer fase da vida e para manter a saúde mental. É possível superar traumas, lidar melhor com as emoções, liberar memórias, lidar com a ansiedade e com o estresse, além de aumentar as chances de fertilidade em questões de causas não explicáveis de infertilidade.

Procure um bom terapeuta, formado e especializado, e se precisar, faça tratamentos durante toda a sua gestação ou mesmo na sua preparação, pois sei que fará a diferença na sua vida.

2) Tenha bons hábitos de saúde

Comer adequadamente, manter o peso ideal, beber água, dormir o suficiente, fazer exercícios, não fumar, não beber bebidas alcoólicas, não exceder em medicamentos, fazer meditação: tudo isso ajuda na gravidez tardia e na saúde mental. Afinal, somos seres sistêmicos e uma área da vida afeta a outra.

3) Aprenda a lidar com as emoções

O controle emocional é essencial para a saúde mental e para prevenir ou tratar diversas doenças – como depressão, hipertensão, diabetes, etc. É importante ainda para lidar com o preconceito etário em relação à gravidez na maturidade, pois as pessoas acham que podem dar a sua opinião da vida de uma mulher que tenda engravidar depois dos 40 anos, e na maioria das vezes trata-se de uma opinião mal-intencionada. Uma vez que você lida bem com as suas emoções, pouca coisa irá lhe atingir.

4) Medite!

A meditação diária é uma técnica incrível para lidar com a saúde mental. Bastam de 5 a 20 minutos diariamente para sentar e ficar em paz profunda, apenas com foco na sua respiração e mais nada. Na primeira semana você já verá resultados em sua vida.

5) Não leve tudo muito a sério

Foque na solução e não na frustração. Leve a sério o tratamento para engravidar, e não na opinião alheia ou no que possa ocorrer de ruim no futuro. Divirta-se com o processo da gravidez, sinta amor, viva a experiência da forma mais leve possível.

Saiba mais sobre o Projeto Gravidez na Maturidade!

Uma dica importante é conhecer melhor o projeto Gravidez na Maturidade. Eu idealizei este projeto para você que quer ser mãe, mas não sabe por onde começar. Trata-se da maior comunidade de mulheres que desejam engravidar e especialistas em gravidez tardia do Brasil, e você também pode fazer parte.

Assim, eu crie este projeto para ajudar você a encontrar conhecimentos necessários, uma vez que a falta de conhecimentos é o maior desafio das mulheres que desejam engravidar após os 40 anos. Eu passei por isso, mas você não precisa passar. E mesmo com apenas 1% de chances, eu fui mãe aos 46 e aos 48 anos. Se eu consegui, você também pode.

Não perca tempo! Conheça todos os cursos, palestras, lives, mentorias, materiais exclusivos, consultoria, consultas, grupos de apoio e muito mais. Tudo o que você precisa saber em um só lugar! Acesse este link e confira as novidades deste projeto.

Veja também: Gravidez na Maturidade – Fui mãe aos 48 anos!

Gostou desta matéria sobre saúde mental na gravidez tardia? Deixe um comentário a seguir! Compartilhe estas informações também nas suas redes sociais! Siga o Gravidez na Maturidade por Ana Poltera no Instagram e no Youtube!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Controle sua Privacidade

Nosso site usa cookies para melhorar a navegação. Ao continuar navegando neste site você declara estar cientes dos termos abaixo:

Política de privacidade
Termos de Uso